fbpx

3 Desafios Comuns para Pessoas Altamente Sensíveis

3 Desafios Comuns para Pessoas Altamente Sensíveis

Ser uma Pessoa Altamente Sensível (PAS) implica que os estímulos externos (sociais, sensoriais, ambientais …) e internos (pensamentos, emoções, dor …) são processados de forma profunda a nível do sistema nervoso central.

Esta característica, colocada em evidência pela Dra Elaine Aron, aporta vantagens como uma grande empatia, intuição, criatividade e compaixão, mas também traz alguns desafios. Abaixo partilho contigo 3 desses desafios. Ao trazê-los à consciência estás a empoderar-te de forma a criares estratégias para superá-los.

  1. HIPERESTIMULAÇÃO & SOBRECARGA

    O processamento profundo de todos os estímulos leva a que — se não damos atenção aos avisos que o corpo nos dá — possamos entrar com facilidade em sobrecarga e esgotamento quando estamos em ambientes demasiado estimulantes (ex: centros comerciais, concertos, festas com muitas pessoas, luzes brilhantes…).

    Alguma vez aconteceu-te estar numa festa e ter de sair porque começas a sentir-te cansado do barulho ou de tanta gente à tua volta?

    Ou estares num centro comercial e ficares tonto ou até com falta de ar com tanta atividade?

    Lê o artigo: Quais as práticas essenciais de autocuidado para Pessoas Altamente Sensíveis ou ouve o episódio de Podcast

  2. DIFICULDADE EM ESTABELECER LIMITES SAUDÁVEIS

    O habitualmente alto nível de empatia das PAS tem como consequência querer ajudar tudo e todos, esquecendo-nos com frequência das nossas necessidades que são então delegadas para segundo plano. Este é mais um fator que leva as PAS a atingirem com facilidade situações de esgotamento (burn out).

    Tens dificuldade em dizer NÃO?

    Às vezes chegas ao fim do dia e não fizeste uma única coisa p
    or ti?
    Lê o artigo: Limites saudáveis: um guia para Pessoas Altamente Sensíveis ou ouve o episódio de Podcast

  3. RUMINAÇÃO


    A ruminação consiste em pensar demais, ter pensamentos negativos persistentes e entrar em preocupação excessiva por detalhes que não são importantes. Isto pode levar a episódios de ansiedade e até de depressão. Parece que os pensamentos se colam à mente e ficam ali a girar.

    Já reparaste que por vezes não consegues parar de pensar em coisas que te deixam em baixo ou sugam a tua energia?

    Quantas vezes pensas tanto que te sentes cansado de tanto pensar e ainda assim não consegues aclamar a mente?


    Lê o artigo: A Meditação que todas as Pessoas Altamente Sensíveis devem conhecer ou ouve o episódio de Podcast

As Pessoas Altamente Sensíveis são como carros de alto desempenho. Precisam de uma manutenção especial, mas quando bem cuidados têm um desempenho excecional (!)

Julie Bjelland

E tu, como te sentes em relação a estes desafios? Já te aconteceu alguma vez passar por situações semelhantes? Usa a secção abaixo de comentários para partilhar a tua experiência.

Partilha com o Mundo:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.