fbpx

Estratégias de regulação emocional para Pessoas Altamente Sensíveis

Estratégias de regulação emocional para Pessoas Altamente Sensíveis

Por agora já deves estar consciente que a reatividade emocional é umas das características inerentes às Pessoas Altamente Sensíveis. Como consequência, aprender estratégias de regulação emocional é fundamental para o bem-estar do nosso corpo-mente.

Como explicado pela Dra Elaine Aron — a psicóloga clínica que nos anos 90 detetou o traço da Alta Sensibilidade — a regulação emocional pode ser explicada de forma simples como sendo o processo pelo qual influenciamos que emoções temos, quando as temos, como as experienciamos e as expressamos. Por exemplo, fazer uma caminhada se me sinto nervoso é uma forma de regulação emocional.

Há que ter em conta que parte do processo de regulação emocional é inconsciente e depende de habilidades e padrões que aprendemos em idade precoce. No entanto, podemos sempre dar-nos a oportunidades de aprender novas estratégias que ajudam a modular a resposta às nossas emoções.

Uma pessoa com baixa regulação emocional pode estar sujeita a constantes alterações de humor ao longo do dia. Como se diz no budismo: a mente passa a ser como uma folha ao vento. Por outro lado, uma pessoa com boa regulação terá um melhor equilíbrio e julgamento sobre as suas emoções e resposta a estas, em vez de entrar numa reatividade sem controlo.

Há que ter em conta que se perdemos a nossa regulação emocional ao ponto de sermos invadidos por pensamentos autodestrutivos, há que procurar ajuda profissional com urgência.

Se não sabes qual a tua pontuação no Teste de Alta Sensibilidade, clica no botão abaixo ou partilha com alguém o teste:

Então, que estratégias posso desenvolver que me ajudem a regular as emoções? Que fatores a ter em conta?

Abaixo partilho contigo 3 estratégias que vão ajudar-te na regulação emocional e na tua jornada da Alta Sensibilidade. Vamos lá!

  1. PREPARAÇÃO & DESCANSO


    Assim como para uma boa gestão de conflitos, uma das estratégias essenciais de regulação emocional para as PAS é a preparação. Sempre que soubermos de ante-mão que vamos estar perante uma situação emocionalmente intensa, podemos preparar-nos para a ocasião.

    Uma forma de básica de preparação é descansar. Isso permite ao sistema nervoso altamente sensível estar no seu nível ótimo para enfrentar essa situação intensa.

    Por exemplo, se tens uma palestra / exame / encontro que te pode enervar, dá-te a oportunidade de nos dias anteriores ir dormir cedo. Faz atividades de que gostas (ex. caminhadas na natureza, estar com amigos). Pratica exercícios que te relaxem (ex. pintar mandalas, um banho relaxante). É importante que te concedas esse tempo.

    O que me acontece se não me preparo física e mentalmente para uma situação emocionalmente desafiante, é que as coisas podem não correr bem. Porque tenho mais probabilidades de perder o controlo sobre as minhas emoções devido ao meu cansaço. E se realmente as emoções intensas levam o melhor de mim, no dia seguinte estou exausta, como se tivesse corrido uma maratona. Assim é para o sistema nervoso altamente sensível.

  2. A ATENÇÃO PLENA


    As práticas de atenção plena (mindfulness), em que observamos sem julgamento as sensações a nível do corpo que uma determinada emoção provoca, permitem determinar a nossa resposta a essa emoção.

    Quando entramos em atenção plena damos lugar a um espaço essencial para a regulação emocional: a pausa sagrada. A citação de Viktor Frankl resume isto de forma sublime: entre o estímulo e a resposta existe um espaço. Nesse espaço está o poder de escolher a nossa resposta. Nessa resposta está o nosso crescimento e liberdade.

    Essa pausa sagrada entre o estímulo e a resposta permite aceder a partes mais evoluídas do nosso cérebro (córtex pré-frontal) responsável, entre outras coisas, pela regulação emocional. Quanto mais praticamos a atenção plena, mais vamos desenvolvendo a capacidade de aceder a essas partes de nós em vez de ficarmos presos à resposta da luta-fuga do nosso sistema límbico (parte do cérebro relacionada às emoções e impulsos básicos).

    Para as PAS é crucial desenvolver esta atenção plena com autocompaixão já que durante a sua vida a mensagem que muitas foram recebendo é que “sou demasiado sensível” ou que “há algo de errado comigo”. Para isso, a minha prática favorita de meditação mindfulness é o RAIN: Reconhecer, Aceitar, Investigar e Nutrir com compaixão as emoções difíceis. Podes explorar esta técnica neste artigo ou ainda melhor, neste podcast.

    O RAIN resgatou-me do transe do não merecimento e não entendimento de quem eu era. Ao começar a praticar RAIN dei um salto quântico na autoaceitação e na minha regulação emocional. Por isso partilho este tesouro contigo, para que te ajude na tua jornada da Alta Sensibilidade.

  3. A TUA REDE DE SUPORTE


    Ao longo dos meus anos nesta jornada de Alta Sensibilidade, tenho criado algo essencial para o meu bem-estar emocional: um tecido social de suporte para as ocasiões em que eu própria não consigo conceder-me a autoregulação emocional que necessito. Para isso, tive de trabalhar a humildade de saber pedir e aceitar auxílio, o que nem sempre é fácil. Quando achava que tinha de ser perfeita, o orgulho impedia-me de pedir ajuda.

    Este suporte pode vir na forma de um amigo, como de um companheiro, como de um familiar. Seja quem for a quem conseguimos abrir o coração sobre a nossa Alta Sensibilidade.

    Após termos explicado à pessoa um pouco do traço de Alta Sensibilidade, podemos comentar que, se bem que sejamos responsáveis pelas nossas emoções, é bom ter alguém com quem contar para nos ajudar na regulação emocional em certas ocasiões. De seguida, perguntar a essa pessoa se ela estaria disponível caso fosse necessário. Finalmente, esclarecer o tipo de apoio que nos faz sentir regulados.

    Por exemplo, certas pessoas só necessitam um abraço, enquanto outras preferem não ser tocadas e apenas serem ouvidas. Cada pessoa deve descobrir o que é melhor para ela.

    E se precisares de ajuda nesta jornada, estou aqui para te apoiar. Não estás sozinho!

Não podes parar as ondas, mas podes aprender a surfar.

Jon Kabat-Zinn

E tu, identificas-te com este artigo? Quais os teus desafios em relação a emoções difíceis? Partilha na secção de comentários a tua experiência.

a

Sofia Loureiro | BSc • MNat • PhD

Terapeuta Natural & Mentora de Pessoas Altamente Sensíveis • Autora • Palestrante

Especializada em Pessoas Altamente Sensíveis • HSP Certified Nickerson Institute • Terapeuta da Dra Elaine Aron List

o

Partilha com o Mundo:

2 thoughts on “Estratégias de regulação emocional para Pessoas Altamente Sensíveis

  1. Hey Sofia, you are so right.
    It’s totally my situation in the moment.
    I have to say,, thank you,,
    You really make a good job and it’s a big luck…to have you as a friend.
    Silvi

    1. Dearest Silvie,
      I’m glad this blog is helping you to know and love yourself into healing. Being an HSP is a gift, we just have to learn to manage our sensitivities in a balanced way.
      Big love,
      Sofia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.