Procrastinação: um guia para Pessoas Altamente Sensíveis

Procrastinação: um guia para Pessoas Altamente Sensíveis

A procrastinação, ou seja, o hábito de adiar uma tarefa importante concentrando-se em atividades menos urgentes, mais agradáveis e mais fáceis, pode ser um grande desafio para as Pessoas Altamente Sensíveis. Neste artigo vais entender porquê e o que podes fazer para superá-la.

Como já deves saber, uma das minhas últimas grandes paixões é a neurociência, isto é,  o campo científico que se dedica ao estudo do sistema nervoso. Por isso tenho pesquisado muito sobre este tema nestes últimos anos.

Assim, gostaria de partilhar contigo o que aprendi num artigo em que se explica que o cérebro das pessoas que procrastinam difere do das pessoas mais orientadas para a ação.

De feito, tudo indica que a amígdala do cérebro (que entre outras coisas está envolvida no processamento do medo, na avaliação de riscos e tomada de decisões) dos procrastinadores,  é maior que a amígdala das pessoas orientadas para a ação.

Isto é, os procrastinadores possuem, em geral, um nível de medo e hesitação mais elevado perante uma tarefa a realizar. 

Ora, o que me chamou a atenção é que as Pessoas Altamente Sensíveis (PAS) também possuem habitualmente uma amígdala mais ativa do que o resto da população não altamente sensível. Essa é uma das razões da nossa maior reatividade emocional, entre outras coisas.

Ou seja, que sendo o cérebro altamente sensível já por natureza mais orientado para a análise e hesitação, do que para a ação imediata, este pode ter uma tendência para procrastinar.

Isso, juntamente com a diligência e perfecionismo típico das PAS, pode vir a interferir com a capacidade de manifestar os nossos projetos e sonhos.

As boas notícias é que também sabemos que o cérebro é plástico e pode mudar (até certo grau) com a experiência.

Se não sabes qual a tua pontuação no Teste de Alta Sensibilidade, clica no botão abaixo ou partilha com alguém o teste:

Então o que podes fazer para superar a tendência de procrastinar? Como ser mais produtivo de forma a ter mais tempo para ti?

Abaixo partilho contigo 4 fatores importantes a ter em conta que vão empoderar-te nesta jornada. Vamos lá!

  1. PEQUENOS PASSOS, GRANDES RESULTADOS


    Divide as tuas grandes tarefas em pequenos passos realizáveis e depois começa o dia a realizar um desses passos.

    Isto vai ajudar-te a reduzir o medo e a hesitação, e a criares mais confiança.

  2. CELEBRA AS VITÓRIAS


    Celebra os resultados desses pequenos passos de forma a manteres-te motivado.

    A sensação de recompensa e motivação é promovida pela liberação de dopamina no cérebro ao realizares a tua tarefa.

  3. ACEITA A VULNERABILIDADE


    Se ainda assim, no início de realizares a tua tarefa sentires-te ansioso, aceita essa emoção com bondade, sem fazer juízo de valores.

    Isso ajuda a desativar a amígdala reduzindo o stress. Com a mente mais calma, podes prosseguir o teu trabalho com mais foco.  

  4. RESISTE À DISTRAÇÃO


    Antes de começares a trabalhar estabelece a tua intenção sincera (ex. na próxima hora vou focar a atenção neste projeto), desliga as notificações do telemóvel e internet, e resiste 10 minutos à tentação de ires ver o teu email ou redes sociais.

    Quando vier a vontade de surfar no mundo digital (porque ela provavelmente vai vir), leva a atenção às tuas sensações no corpo. Observa essas sensações, sem fazer juízo de valores, mas não cedendo à tentação. Em breve a tentação vai-se dissolver.

    Com esta prática regular estás a educar o teu cérebro a manter o foco na tarefa que tens entre mãos.

    Recorda que, cada vez que resistes, desenvolves uma mente com maior capacidade de concentração.

    Tu és capaz!

E se precisas de ajuda nesta jornada, se te sentes sobre-estimulado, esgotado, ansioso, desajustado, tens dificuldade em estabelecer limites saudáveis ou tens uma autoestima frágil, ou simplesmente queres-te encontrar, estou aqui para te apoiar. Não tenhas medo de pedir ajuda. Não estás sozinho!

A procrastinação é, sem dúvida, a nossa forma favorita de autossabotagem.

Alyce P. Cornyn-Selby

E tu, tens uma batalha com a procrastinação? Quais os teus desafios nesta área? Partilha na secção de comentários a tua experiência.

a

Sofia Loureiro | BSc • MNat • PhD

Terapeuta Natural especializada em Pessoas Altamente Sensíveis • Autora • Palestrante

HSP Certified Nickerson Institute • Terapeuta da Dra Elaine Aron List

o

Partilha com o Mundo:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.