fbpx

Quais as práticas essenciais de autocuidado para Pessoas Altamente Sensíveis

Quais as práticas essenciais de autocuidado para Pessoas Altamente Sensíveis

Se há coisa que as Pessoas Altamente Sensíveis (PAS) costumam negligenciar, são hábitos para se cuidarem mais e melhor. Colocar os outros como prioridade, não termos tempo para nós, não integrar rotinas de bem-estar no nosso dia a dia. Parece-te familiar?

No entanto, às vezes uma simples rotina de autocuidado pode ser o que nos separa de enfrentarmos o nosso dia de mente clara ou, pelo contrário, atingirmos um estado de exaustão. A ausência de pequenas práticas diárias pode aumentar o risco de o nosso sistema nervoso altamente sensível entrar em hiperestimulação.

Se não sabes qual a tua pontuação no Teste de Alta Sensibilidade, clica no botão abaixo:

Então o que podes fazer para estares mais alinhado? Como contribuíres diretamente para o teu bem-estar a nível diário? Que práticas de autocuidado podem ajudar-te como PAS?

Abaixo partilho contigo 3 formas importantes de autocuidado.

  1. A TERRA


    Por costume, as PAS sentem uma grande conexão com os elementos naturais. Esta ligação permite às PAS descomprimir e acalmar a mente.

    Se possível, anda descalço de 10-20 min na terra para descarregar as tensões do dia. Podes fazê-lo na praia, na relva, no campo. Tem em atenção que sejam locais limpos e que não tens feridas ou lesões nos pés. Se não consegues fazê-lo na natureza, experimenta andar descalço em casa. Podes usar meias se te for mais confortável.

    Passar tempo com animais de estimação é outro hábito de relaxamento e atenção plena (mindfulness). De facto, cada vez é mais popular a terapia por animais já que estes — sempre que bem tratados e se sintam seguros — estão naturalmente enraizados. Por exemplo, o meu amigo-gato Ivanzinho adora massagens na barriguinha e exige-as a nível diário. Se eu não me lembro dele, ele recorda-me que chegou a hora saltando para o meu colo. E assim eu recordo-me que chegou a hora do carinho e do enraizamento.

  2. O AR


    A respiração é não só uma âncora de atenção plena ao momento presente, como permite desativar a resposta do stress e oxigenar o corpo. Podemos usar a respiração como prática de autocuidado fazendo várias respirações profundas ao dia.

    Por exemplo, eu gosto fazer 2-3 ciclos por dia, de 7 a 21 respirações profundas. Assim também aumentamos a nossa capacidade respiratória, o que tem um impacto direto sobre a nossa saúde integral.

    Em casos de picos de stress existem muitas técnicas respiratórias que ajudam a acalmar o sistema nervoso. Por exemplo, expirar 4 segundos e inspirar 4 segundos de seguida, durante 2 – 5 minutos. Se começas a sentir algum desconforto, para o exercício. É sinal que o teu corpo prefere outra técnica respiratória.

    As práticas de respiração costumam ser feitas antes da meditação. Por exemplo, realizar 3 respirações profundas para ancorar no presente. Recorda que a meditação é uma ferramenta essencial de autocuidado para as PAS e não uma opção. Essa é a tua pausa sagrada.

  3. A ÁGUA


    As PAS costumam ter uma afinidade pelo elemento água. Por exemplo, eu sempre vivi à beira-mar ou em cidades com rios. As vezes em que estive em lugares sem água, senti-me perdida. É algo que não consigo explicar de forma racional, mas é assim.

    Um banho relaxante com sais de banho, um escaldão de pés ao deitar, um passeio junto a um curso de água, são exemplos de como podemos desfrutar a água em hábitos de autocuidado. A água limpa o corpo e purifica a mente.

    Já te aconteceu estares ansioso e sentires-te rejuvenescido depois de um duche? Essa é a magia da água!

Através do autocuidado damos ao mundo o melhor de nós, em vez de o que resta de nós.

Katie Reed

Quais são as práticas que te fazem sentir bem e relaxado? Costumas integrá-las no teu dia a dia? Partilha na secção de comentários a tua experiência.

a

Sofia Loureiro | BSc • MNat • PhD

Terapeuta Natural & Mentora de Pessoas Altamente Sensíveis • Autora • Palestrante

Especializada em Pessoas Altamente Sensíveis • HSP Certified Nickerson Institute • Terapeuta da Dra Elaine Aron List

o

Partilha com o Mundo:

4 thoughts on “Quais as práticas essenciais de autocuidado para Pessoas Altamente Sensíveis

  1. Interessante esta questão da água. Um banho quente é de longe aquilo que mais acalma o meu corpo e a mente. Adoro tudo o que tenha que ver com hidromassagem, spas e termas. Também gosto muito do cheiro/som do mar e passear na praia. No entanto, ao mesmo tempo, sempre tive aversão a piscinas e a nadar, tanto que nunca consegui aprender. Na praia só molhos os pés e pouco mais, não sou capaz de avançar muito. É uma dualidade estranha. Não sei se pode haver algum bloqueio.

    Grata pelo artigo, como sempre útil e esclarecedor.

    1. OLá Laura,
      Para mim a água é também um elemento muito presente na minha vida. Só estar perto de um curso de água já me acalma. Em relação a nadar, conheço muitas pessoas que nunca aprenderam. Se é ou não um bloqueio ou simplesmente “foi assim” depende de cada caso. Lembro-me de encontrar uma rapariga na piscina a que eu ia, que andava pacientemente até à parte em que se começava a não ter pé, para depois voltar para trás. Mais tarde fiquei a saber que estava intencionalmente a tentar superar os seus medos de nadar, com muita paciência e determinação. Achei muito bonito o seu caso. Mas como disse, cada pessoa é um mundo. Obg pela partilha. Sempre a sorrir, Sofia

  2. Faz-me muito bem um banho quente relaxante, preciso mesmo para que a minha lombar e cervical fiquem melhor. Os meus gatos também são uma excelente terapia, falo com eles e trate-os muito bem.
    Faço caminhada olhando a natureza e fazendo exercícios de respiração. Apesar de gostar de caminhar na praia, mas deixei de fazer porque a minha coluna não gosta.
    Ver o mar, ouvir as ondas, a água a correr, e gosto muito de nadar.
    Trato da pele, dos pés, ando muitas vezes descalça em casa mas com meias.
    Sempre a aprender com a Sofia. Muito obrigada!

    1. OU seja que muita água 🙂 É sem dúvida um dos meu elementos naturais favoritos. Nada como um banho relaxante com sais para nos dar um mimo. E os nossos gatinhos: sempre! Obg pela partilha Adelaide.
      Até breve, Sofia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.